segunda-feira, 23 de novembro de 2009

A Velhice Em Mim

Estou no limiar da velhice. Nauseabundo, reumático, gastroenterologicamente destruído, de fígado abatido e com o físico de um octogenário. Minhas frases são as mesmas, todos estão fartos de meus bordões. Minha lógica é lugar-comum, minhas razões secretas foram todas descaradas e jogadas à mercê do tempo. Meu sorriso é excruciante, e meus dentes embotaram-se. Meus passos são lentos, preciso de um apoio para a locomoção. Minhas convicções não mais convencem, e a minha verdade possui tanta dignidade quanto o traje cotidiano de um mendigo. Meus ossos estão fracos, a osteoporose os desgastou precocemente. Meus cabelos caíram aos poucos e já não posso mais sair sem um chapéu e uma máscara. Estou cansadíssimo, a muito custo sobrevivo. Já não tenho o vigor da juventude e nem mesmo a sabedoria da velhice. Minhas lembranças confundem-me e algo me diz que eu já fui um rei...
Estou feliz, meu aspecto é bem melhor do que o cenário político no Brasil.

1 Comentário:

Paula Beatriz disse...

putz obrigada pelo comentario, fiquei sem palavras =P assim como nao vês minha serenidade, tb nunca te vi tão velho como nesse texto rsrsrs, mas saindo das piadinhas, muito bom, gostei muito mesmo, parabéns!!!

Postar um comentário

Publique aqui o Seu pensamento, Crítica ou sugestão. Os comentários não são moderados: diga o que quiser e identifique-se se quiser. Obrigado por visita o blog do Cínico.

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO