segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Natal

Nietzsche estava certo sobre a generosidade: aquele que tem posses, e dá uma esmola a um mendigo, nada mais faz do que querer afirmar sua superioridade sobre o mendigo, que nada pode dar a ninguém, mas pelo contrário, deve mostrar-se vassalo ao receber a pseudo-generosidade de seu benfeitor, utilizando até o nome de Deus para agradecê-lo.
Essa é a forma mais comum de expressão do homem que quer ser Deus, pois Deus é aquele que tudo provê, principalmente aos que são necessitados...
Pense nisso, porque estamos perto do natal.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Lisura?

Um belo dia, em fim de período, encontro-me na faculdade em que estudo, e como sempre leio os cartazes afixados no mural, me deparo com um anúncio de seleção de estudantes para estágio no Ministério do Trabalho.
Os requisitos eram que os candidatos estivessem cursando mais de 50% do curso e fossem alunos PROUNI. Pensei bem, e vi que tinha chances de disputar uma vaga das seis disponíveis.
As inscrições estão (ou estavam?) ainda abertas até o dia 27 desse mês, e bastava o candidato dirigir-se ao CIEE para efetuar sua inscrição.
Era uma quinta-feira, e no dia seguinte, 4 de Dezembro, dirigi-me ao CIEE para pleitear minha inscrição.
Para a minha surpresa, fui informado que as inscrições já tinham se encerrado, pois já havia sido feita a seleção de alunos bastantes às vagas disponíveis.
Não consegui na hora e nem até o presente momento raciocinar com essa lógica.
Como pode ser alguém selecionado antes do fim do prazo para a inscrição?
Qual o método de seleção foi utilizado?
Quem seria tolo o suficiente para achar que há lisura, nessa 'seleção'?

Lisura, segundo o vernáculo, significa Boa-fé, Honradez.

Talvez a comissão de seleção tivesse mais boa-fé se nunca houvesse colocado essas vagas à disposição de interessados outros que não eles mesmos.
Talvez tivesse mais honradez se tivesse ao menos deixado para fazer as contratações ao fim do prazo que eles mesmos estipularam.
No brasil, os homens são mais importantes que as instituições que dirigem...

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

O Que Tem Deus a Ver Com Isso?

video

É amigos, uma coisa é certa: de Deus não se zomba.
Não bastou as pessoas cantarem dia após dia de carnaval, no meio da putaria generalizada, músicas como a que versa: "Deus está aqui nesse momento, sua presença é real em meu viver..."

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

A Velhice Em Mim

Estou no limiar da velhice. Nauseabundo, reumático, gastroenterologicamente destruído, de fígado abatido e com o físico de um octogenário. Minhas frases são as mesmas, todos estão fartos de meus bordões. Minha lógica é lugar-comum, minhas razões secretas foram todas descaradas e jogadas à mercê do tempo. Meu sorriso é excruciante, e meus dentes embotaram-se. Meus passos são lentos, preciso de um apoio para a locomoção. Minhas convicções não mais convencem, e a minha verdade possui tanta dignidade quanto o traje cotidiano de um mendigo. Meus ossos estão fracos, a osteoporose os desgastou precocemente. Meus cabelos caíram aos poucos e já não posso mais sair sem um chapéu e uma máscara. Estou cansadíssimo, a muito custo sobrevivo. Já não tenho o vigor da juventude e nem mesmo a sabedoria da velhice. Minhas lembranças confundem-me e algo me diz que eu já fui um rei...
Estou feliz, meu aspecto é bem melhor do que o cenário político no Brasil.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Progresso?

Nunca na história política do Brasil se falou tanto em progresso. Nem mesmo quando foi cosida a última estrela da bandeira, ou mesmo quando foi idealizada a frase positivista que eternamente será o bordão de um país mentiroso. Isso, eu sei: o PT é o partido mais mentiroso de todos os tempos. Começou com Lula ludibriando os famintos eleitores com a falácia da erradicação da fome no Brasil. O tempo provou ser o Fome Zero de uma eficácia, digamos, também zero. E essa é somente uma das centenas de mentiras que se fala em plenários e púlpitos pelo Brasil. Eu poderia enumerar Várias dessas mentiras, atirá-las à cara do leitor, mas pouparei os estômagos de quem já está nauseado pelas inverdades que são ditas como se fossem fórmulas científicas infalíveis, isso todos os dias, nos noticiários do país.
A última mentira que está sendo dita é que a nova remuneração, votada em plenário, ajudará a diminuir a corrupção policial. Estabelace o projeto uma unificação do soldo da polícia militar de todos os estados, equiparado ao soldo dos praças de Brasília. Se ganhar bem fosse sinônimo de incorruptibilidade, nossos deputados seriam exemplos de virtude.
O que podemos esperar de um país que quer pagar a um policial cinco vezes mais do que a um professor? O que se pode esperar de um país que justifica esse ato burro como corolário de progresso? Estamos cada vez mais à mercê de tiranos, todos transvestidos de democratas...

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Luto

Registro, não sem atraso, a morte me um amigo, Bruno 'Teva'. Morreu de câncer nos ossos, aos vinte e oito anos de idade. À familia e aos amigos, minhas condolências. Nunca mais o ouvirei dizer, ao me cumprimentar 'Antão Week' e bater com a mão na testa, como se fôssemos dois idiotas. Saudades, amigo. Sua morte me chocou.

Go Back

Resolvi, depois de mais de quarenta dias, voltar a postar no cínico. Andei distante das letras, mas perto de outras viagens. Frustrei-me por ninguém me perguntar ou comentar sobre o fato de eu não mais atualizar o blog. Era o termômetro que eu precisava, pois agora sei que escrevo para mim mesmo. Me sinto, portanto, mais livre com isso. Se há algum leitor do cínico além de mim mesmo, estaremos vagando sozinhos nesse cyberespaço, à deriva.
Esperem atualizações semanais.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Leglize It

O Congresso Nacional está prestes a aprovar projeto de lei que permite a operação das casas de bingo no Brasil. Videojogos, videobingos, distância mínima de igrejas e escolas e proibição de viciados (previamente cadastradas pelo poder público) são itens disciplinados no projeto, que passrá pelo crivo da CCJ para ser votado no Senado Federal e posteriormante sancionado pelo Presidente da República.
É no mínimo hilário saber que tal projeto de lei, de autoria do deputado Caros Mendes Thame, direcionou-se a cento e oitenta graus de sua direção inicial de proibição do famigerado jogo nas mãos dos deputados Paulinho Pereira e João dado, em acordo com Nélson Machado, secretário-executivo do Ministério da fazenda. Carlos Mendes, portanto, é o pai de um fiho bastardo, que só trará para si desgosto e opróbrio.
Também é hilário saber que o jogo, no Brasil ou em qualquer parte do mundo, é uma das formas mais usadas para lavagem de dinheiro, acobertamento de falcatruas e inúmeras práticas ilegais, benficiando grandes tubarões e mafiosos de toda espécie.
Segundo Dado, a legalização será rentável para o governo e a atividade será bem fiscalizada. Infeliz afirmação do deputado, pois rentável para o governo não necessariamente quer dizer rentável para o país, e fiscalização para mim, pobre cínico sem cinismo algum, é uma coisa que não existe no Brasil...

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Desocupação, Desocupados!

Onde dormem, esta noite, os desabrigados da vila Alto da Felicidade? Em setembro foram todos vítimas de desocupação. Estão, portanto, desde aquela data, desocupados.

domingo, 6 de setembro de 2009

Aforismo

Em tempo de paz o guerreiro ataca a si mesmo

Friedrich Nietzsche

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Vanusa Sou Eu

Brasília. Encontro Estadual de Agentes Públicos. Hino Nacional.

Dopada de Vertrix, mais uma brasileira.

Vanusa.

Multiplicada cento e oitenta milhões de vezes, a musa do iê iê iê representou bem o papel de todos nós, brasileiros, ao errar vexatóriamente o Hino Nacional estando dopada.

Representou bem porque estava dopada (os brasileiros comuns , mesmo que não tomem Vertrix ou Rivotril, andam eternamente dopados por novelas e mais novelas, ou big brothers, ou ídolos, ou gugu, ou outros tipos de drogas lícitas receitadas e ingeridas periodicamente através da tv) e também porque, como qualquer um de nós, errou o Hino Nacional.

Se não concorda comigo, o leitor demonstra ser mais brasileiro ainda, por negar o que há de ridículo em sua rpópria pessoa e rir do ridículo alheio, por negar o que é corrupto em si mesmo e vociferar contra a corrupção alheia (já fiz isso várias vezes neste blog), por esquecer que não sabe de nada e criticar a burrice alheia...

Por isso mesmo, hoje tô mesmo preferindo achar que aquela Vanusa, fútil, dopada e burra era você e também era eu.

sábado, 29 de agosto de 2009

Melô de Cururupu

Quinta à noite saí pela cidade a procurar um pouco de desassossego para a minha calma e precocemente calva cabeça. Encontrei quase tudo o que procurava no Espaço Cultural Noé Mendes, onde acontecia uma mostra de música autoral. Ao ouvir a última banda da noite, Full Reggae, nem imaginaria que macabras relaçãoes se entrelaçariam pelo acontecer das coisas...
É que há um DVD da banda que foi lançado em Timom, Maranhão. Nesse DVD há uma música chamada Melô de Cururupu. Há também uma cidade do Maranão de mesmo nome do melô.
Grande coinidência, você poderia pensar, mas o que me chamou a atenção é que apesar de a banda Full Reggae tentar transmitir uma mensagem de paz e esperança em suas músicas, o que aconteceu em Cururupu é o mais alto exemplo de violência e barbárie. Os moradores da pretensamente pacata cidade revoltaram-se cntra um assassino e o tentaram linchar. Como a polícia chegou para evitar o linchamento, revoltaram-se ainda mais. Revoltaram-se a ponto de destruir totalmente a delegacia, incendiar as viaturas e veículos dos policiais e expulsá-los da cidade.
Quem me dera se o povo de Cururupu desse uma passadinha pela Assembléia Legislativa em Teresina, só pra tocar esse melô ao vivo...

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Eu Também Quero Ir Pro Paraíso

Dizem que o paraíso já tá cheio meu bem
vou mandar um lero com o Diabo
antes que o inferno fique cheio também
vou rasgar dinheiro e tocar fogo nele só pra variar


Esse é o verso de uma música de Raul Seixas, mas bem que poderia ser um versículo da bíblia do Santo Bispo Edir Macedo. Ficaria perfeito se ele substituísse 'rasgar' por 'lavar'. É que o santo homem já acumulou tanta grana com a sua profissão de pastor que 'deu nas vistas' do pessoal do Ministério Público. Então ele foi denunciado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado por supostamente enviar a grana dos fiéis da Igraja Universal a paraísos fiscais (e provavelmente desfrutar da mesma grana em paraísos reais).

Já pensei muito em aderir à essa (má)fé. É que eu também quero ir pro paraíso, mas não quero esperar até morrer pra isso.

Sabe como é, irmão. É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha que um rico entrar no reino dos céus, tanto quanto é mais fácil você mergulhar de vez na pobreza quando entrar num lugar onde na porta está escrito Igreja Universal do Reino de deus.

Então tenha fé! Dê seu dinheiro para a minha santa causa! Edir Macedo já está no paraíso, e eu também quero ir!

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

A Vida e a Vida

A vida imita a arte, alguém falou. Mas a bem da verdade digo que a vida imita a vida, e ela é uma péssima atriz.

Por exemplo:

A vida de Stefany imita a vida de Joelma, da banda Calypso. Ambas estão no limite da cafonice, ambas dançam de modo estrambólico e ambas juram pra todo mundo que são cantoras de verdade.

A vida do Senado Federal imita a vida do Vice-Presidente do Brasil, José Alencar. Ambos estão cancerosos, ambos sobrevivem por causa de alguma força que ninguém sabe de onde vem e ambos já teriam morrido se não houvesse muito dinheiro em jogo.

A vida do urubu albino de itabaiana, Sergipe imita a vida do povo brasileiro. Ambos estão por fora do que há de normal na natureza, ambos precisam de cuidados médicos urgentemente e ambos ainda acham um imbecil que, por não ter nada pra fazer, resolvem dar uma roubadinha só pra não perder o hábito.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Um Pouco de Sarcasmo na Veja

Bem, vocês precisam ler a página de Augusto Nunes, na veja:
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/podem-apostar/

A Velhice e a Sabedoria

Há três homens no Brasil que merecem a vênia de todos os seus concidadãos. Um a nível nacional, outro a nível de estado, o terceiro não sei onde.
Claro que estou me referindo a políticos. E claro que eles só poderiam ter mais de 50 anos de "vida pública". E claro também que todos eles são conhecidos pelas grandes obras realizadas a nível de Brasil, Piauí e Não Sei Onde.
Sem mais firulas, apresento-lhes mui respeitosamente a velhice e a sabedoria de Sarney, Alberto Silva e Elias ximenes do Prado.

Sarney é conhecido como "velha raposa política", e suas maiores contribuições para o país foram seus romances, como "Saraminda", além de o não reconhecimento de grandes amigos como seu afilhado de casamento, o marido da filha de Agaciel Maia, que também não é seu amigo. Li somente um trecho da obra que rendeu ao dono do Maranhão o título de imortal na ABL, como também vi somente um trecho do discurso no qual o ancião se desvencilhava de embaraços no senado. Foi o suficiente para que eu mesmo atestasse sua sabedoria e lucidez.

Alberto Silva é um visionário. Trouxe para o Piauí grandes obras, como o Albertão e o Centro Administrativo, e traria mais coisas maravilhosas, como o 'Asfalto Branco da China', capaz de reduzir sensivelmente a temperatura da cidade. Todos erguidos às custas de meses de fome e atrasos na folha do pagamento dos servidores do Estado (se construído, o asfalto também seria assim, presumo).

Elias Ximenes do Prado, eu não sei.
Só falei dele porque também governou desde a época da Ditadura Militar.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Uma das Poucas certezas da Minha Vida

Dez horas da manhã, sol brilhando, azul celeste e um vento acolhedor típico do início de agosto.Tomo banho no meu adorável chuveirão, instalado no quintal de casa. De repente, ao olhar para cima, vejo um turbilão de urubus rodopiando em círculos longos pelo céu, deslocando-se vagarosamente, como a buscar o alvo que ainda vivo busca refúgio de seus algozes carniceiros.
Não tenho dúvidas: perto dali vai passando mais um político corrupto...

sábado, 1 de agosto de 2009

Conversa Pra Vaca Dormir

Estudos comprovam que vacas de leite produzem mais se passarem o dia ouvindo sons agradáveis.
Talvez pudesse haver uma revolução na produtividade se os produtores de leite do Piauí colocassem para as vaquinhas gravações das entrevistas dos acusados do escandalo na Emgerpi...

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Você Sabe o Que é Copyleft?


Um dia, muito antigamente, um cara cansado de trabalhar duro pelo próprio sustento teve uma idéia maravilhosa: disse aos vizinhos que ouvia vozes do além. Autodenominou-se sacerdote dos deuses e conseguiu inventar o que chamamos 'religião'. Além de não precisar mais trabalhar, em pouco tempo o santo sacerdote já esava rico, vendendo pedaços do céu (indulgências)...

Copyright é o termo mundial que caracteriza a evolução da idéia do preguiçoso que inventou a religião. É o símbolo da propriedade intelectual. Acontece que o conhecimento e o saber são (ou ao menos devriam ser) patrimônios universais e absolutos de todos os homens, assim como os direitos à vida e à liberdade (quando Drummond publicou que 'no meio do caminho tinha uma pedra', já não podia mais impedir que um bando de malucos (intelecuais), até hoje, fizessem as mais bizarras interpreaçãoes sobre esse singelo poema, que talvez não queira dizer nada...).

Em contraponto ao Copyright, que quer te processar se você tira a xerox de uma página do livro de um cara que inclusive já morreu, ou baixa aquele álbum de algum cantor famoso pela net, foi criado o Copyleft, que antes de qualquer coisa, é uma grandiosa tiração de onda com os donos do poder, além de ser o registro de qualquer criação intelectual ou invento no nome de NINGUÉM, autorizando qualquer pessoa a reproduzir, modificar e até vender a coisa registrada(como no caso do Linux).

Exemplo: Bill Gates criou a Microsoft, e a partir de práticas abusivas, por vezes ilegais também, quis monopolizar o mercado de softwares para computadores. Tanto que ele tinha um plano: cobrar ANUALMENTE para que você pudesse usar o seu tão querido sistema operacional Windows. Se não fossem os NERDS para inventar o LINUX, talvez Gates ainda fosse (por muito mais tempo) o homem mais rico do mundo.

Não seja idiota ao ponto apoiar o discurso antipirataria que circula por aí. Copie, cole, xeroque, modifique e diga na maior cara de pau que foi você que fez... ajude a ouras pessoas a SABER mais. Isso é Copyleft. É por isso disponibilizo meus textos(apesar de algo me dizer que ninguém vai querer plagiar os mesmos!). Eu mesmo acho que a poesia de Drummond faria muito mais sentido aos ias de hoje se fosse escrita assim:

No meio do caminho tinha um cara fumando pedra
Tinha um cara fumando pedra no meio do caminho
Tinha um cara fumando pedra
no meio do caminho tinha um cara fumando pedra.

Nunca me esqucerei desse acontecimanto
Porque acontece todo dia no Promorar...

quinta-feira, 23 de julho de 2009

segunda-feira, 20 de julho de 2009

A Nova Cloaca do Mundo

Já é passado o fato de o Brasil exportar aos quatro ventos do mundo uma imagem de país do samba, do futebol, do carnaval ou da floresta amazônica...
O lance agora é ser a cloaca do mundo. Isso porque alguns países já mandam pra cá,sabe Deus com que frequência e desde quando, toneladas e toneladas de seu lixo doméstico e, quem sabe, industrial e hospitalar. Se você, cidadão comum, não se indignar ou ao menos se importar com isso, não faz mal! As nossas desautoridades também não se importam: preferem discutir as melhores coligações para as próximas eleições, para assim, serem mais facilmente reeleitos por você!

sábado, 18 de julho de 2009

Porque, Por Que, Porquê e Por Quê

Tão complexas como as regras de nossa antiga gramática normativa são as razões e acontecimentos últimos envolvendo algumas lideranças do PT e denúncias estrepitantes da mídia nacional e local.
Veja:

Por que os acusadores, no Brasil, tornam-se sempre acusados(Marcos Valério, Protógenes, Jailes Ribiro)?

O deputado Xavier Neto, melindroso, queixa-se enciumado de que as secretarias pelo Piauí aderntro só servem pra resolver interesses de partidos políticos que as dirigem. Sinceramente, por quê?

Ninguém sabe o porquê de dois homens (um armado) estarem rondando a casa do denunciante de supostas falcatruas na Emgerpi...

Ninguém sabe, também, porque Lula é agora camarada de Sarney e de collor... http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/lula-esta-collor-sarney-nao-abre-485259.shtml

Provavelmente errei os usos dos porques.
Quanto às minhas conclusões sobre isso tudo...

Piada Sem Graça Nenhuma

O que acontece se você põe uma raposa pra tomar conta de um galinheiro...
atos secretos?

sábado, 11 de julho de 2009

Maravilhosa Novela das 8

Ontem assisti maravilhado a um capítulo da novela das oito, na Globo. Fiquei tão entusiasmado, que quero contar uma sinopse riquíssima em detalhes aos parcos leitores que aqui visitam:
Começou com um música estranha, e depois os personagens diziam: -Blá blá blá blá blábláblá bláblá blá blábláblá bláblá bláblábláblá blá bláblá bláblá blábláblá blá blábláblábláblá blábláblá blábláblá bláblábláblá blá bláblá blá blá blá blábláblá bláblá bláblábláblá bláblábláblá bláblábláblá bláblábláblá blábláblábláblá bláblábláblábláblá blábláblá bláblábláblá blábláblábláblá bláblá bláblábláblá blábláblá blábláblá blá blá blá blá blábláblá blábláblábláblá blábláblá blábláblá bláblábláblá blábláblá bláblábláblá blábláblábláblá bláblábláblá bláblá bláblá blá blá blá blá blá blá blábláblá bláblábláblá blá.
Cnfesso que minha parca inteligência enriqueceu-se sobremaneira com o tempo qu passei na frente da TV, em horário nobre.

domingo, 28 de junho de 2009

Corram!

Não era proposta minhsa ser tão político.
Corram, estejam a curar-me!

terça-feira, 23 de junho de 2009

de Ragom

De repente tornei-me um velho
Diante do espelho
Senil, de sessenta séculos ou mais
Da idade da pedra Lascada
Pensei comigo mesmo e com meus netos: o homem é sádico
E nem poesia pura prende o cara
Por assim decretar meu óbito
morri, e as flores já não interessam mais
Sobre meu túmulo
Explode em dança outros carnavais

Foro privilegiado...

...Porque os porcos de nossa política não são afetados pela gripe suína.

sábado, 20 de junho de 2009

Rasilb, a Província da coerência

Ora, desafio qualquer um a provar que o Rasilb não seja a Proinicia da coerência:

I: O Presidente da Res Púbica, antigo grande chamador do Presidente do Sem nada de Ladrão, vem defendendo para o mesmo tratamento diferenciado.
Mesmo que a Velha Raposa política, dona do Maconhão, mande e desmande secretamente na casa do Povo, vendo bem de longe, lá no horizonte, o liame da legalidade.
afinal, não se pode faltar com o respeito com quem tem mais de 50 anos de vida política.

II: O Presidente da Assemélia Legistrativa do Phiauhy ficou doente de morte, tempos atrás, e jurou a uma que dizem ser santa que se fosse curado pela milagreira e cara medicina privada da capital, ergueria uma capela.
Curado milagrosa e financeiramente, ergueu-as (a capela e a santa) na própria Assemélia.
Com o dinheiro do Povo.

III: O Povo, eterno chamador dos politiqueiros do Rasilb (nessa província não há políticos) de velhacos e ladrões, sempre e de novo os elegem alegremente, quem sabe, até para um terceiro mandato.
E depois os execram novamente.
E depois os elegem novamente.
Aliás Duda para pré-sidente.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

O homem, o erro

Vôo 447, destino Paris.
Trgédia, o avião partiu-se.
Corpos encontrados à deriva, postos ao império do tempo, sem se deixar identificar.
Todos comovem-se.
Proposta PEC do terceiro mandato lulista, por um chamado Jackson Barreto.
Quase duzentas assinaturas, dos representantes do povo.
Comovente, mas ninguém se comove.
Por que ninguém se comove com a democracia?

quinta-feira, 11 de junho de 2009

A Dor

Sou partidário dos que acham que o ato de escrever é doloroso.
Pois bem, nesses dias estou a curar-me.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Aos atuais donos do poder

Adoro pessoas insensíveis. São egoístas, pretenciosas, e nunca fazem nenhum tipo de autocrítica sobre seu jeito, por vezes nefando de ser, mesmo que isso gere prejuízos irrecuperáveis a qualquer pessoa fora do seu inner circle. De certa forma, elas me atraem com seu desprendimento à dor alheia. Exemplos de pessoas assim não são difíceis de encontrar, principalmente entre aqueles que detém o poder. Bom exemplo (e não poderia ser melhor exemplo) é o das autoriades envolvidas no imoral laudo que atestou, com rigor técnico, que a barragem de algodões não se romperia, autorizando as pessoas que vivem no seu entorno a voltarem para suas casas.
É um ótimo exemplo de uma antiga prática do governo do Partido dos Trabalhadores: negar e minimizar descaradamente tudo que pode manchar sua 'ilibada' gestão, prejudicando, mesmo que de forma indireta, seus planos de perpetuação no poder. Negou-se a crise financeira internacional; nega-se a campanha presidencial de Dilma; nega-se o prazer sádico de Lula ao ver seus capachos falarem, de hirsuta face, em pleno Congresso, no terceiro mandato; negou-se que a barragem de Algodões se romperia...
Qual negação mentirosa dos atuais donos do poder é mais grave?
Qual deveria ser execrada por aqueles que tem um mínimo de humanidade?
Com certeza, aquela que resultou na morte de pessoas humildes e inocentes...
O interessante é notar que essas 'autoridades' ainda têm a nojenta coragem de meter em Deus as consequências de seu comportamento irresponsável.
Está dito o meu repúdio.
Sou cínico, não hipócrita.

terça-feira, 26 de maio de 2009

O diabo e deus, na terra do sol quente II

Este post serve à correção de informação: No post anterior, onde há um milhão de reais, leia-se duzentos mil reais.
Como se fosse fazer diferença...

O diabo e deus, na terra do sol quente

É sempre bom falar sobre religião. Principalmente quando dá pra comparar os personagens da sacra trama com nossos políticos e celebridades.
Por exemplo: Se o Governador do Estado do Piauí fosse um fiel, eu diria que é da Igreja Universal do Reino de deus (sic), visto que doou um milhão de reais (vide http://jornaldaparnaiba.blogspot.com/2009/05/governador-doa-um-milhao-para-filme-de.html; http://www.gterra.com.br/cinema/wellington-da-r-1-milhao-para-o-filme-de-frank-aguiar-13236.html; http://180graus.brasilportais.com.br/especiais/wdias-teria-dado-r-1-milhao-para-filme-de-frank-aguiar-206077.html) a Frank Aguiar. Talvez o fiel tenha se sensibilizado com a santa obra de deus, intiutlada 'os sonhos de um sonhador', filme sobre a vida do artista piauiense. Ora, é claro que somente um fiel doaria tanto dinheiro, de seu próprio patrimônio, à obra de deus, assim, por amor. E deus, leia-se Frank Aguiar, quão bondoso foi com os piauienses! levou a todos os brasileiros a cara do Piauí com sua música contagiante, o seu famosíssimo gritinho AU!, e o slogan marcante 'O Cãozinho dos Teclados'.
Esperem um pouco... cãozinho dos teclados?
Por um momento, empolgado com a sobreposição dos personagens, pensei que estava certo em enquadra-los como fiz acima. Agora entendo que induzi o caro leitor a erro...
Frank Aguiar não pode ser deus se for um cãozinho (dos teclados), logo o Governador não seria um fiel da Igreja Universal do Reino de deus, e o milhão de reais de seu patrimônio... SEU ou NOSSO?

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Quem foram os primeiros cínicos?




O termo cínico, antes de ter seu significado atrelado ao 'mau-caratismo' do indivíduo que se vangloria da própria torepza, é palavra que deriva do grego kynós, significando cachorro, animal-símbolo de uma corrente filosófica que surgiu em meados do século V a.C., na Grécia. Esses filósofos tinham por ideal de vida a premissa de que o homem não necessitava de bens materiais para alcançar a felicidade, pois o homem figurava ntre as bestas e o deuses, visto que não poeriam viver tão mal como os primeiros nem tão bem como os últimos. Assim, viviam se importar com nada ou com ninguém. O primeiro expoente dessa corrente filosófica foi Antístenes, mas sem dúvida o cínico mais influente foi seu discípulo Diógenes, que elevou à enesima potência o ideal da filosofia cínica com atitudes dignas de um autêntico punk setentista.
Em lugar de maçante verborragia sobre filosofia antiga, farei somente alguns relatos sobre o que pôde se encontrar da vida de Diógenes, para que voce mesmo caro leitor, tire suas próprias conclusões:
#Que ele andava de dia pelas praças de Atenas com uma vela acesa, o semblante cerrado e a mão à testa. Ao lhe perguntarem o que procurava, Respondia: Um homem honesto...

#Que certa vez, estava 'trasladado' de fome, a obseravar jovens que almoçavam alegremente. Ao termainarem sua refeição, percebendo a fome o filósofo, jogaram a ele os ossos que restaram de despojo do almoço, como se os jogassem a um cão. O cínico, prontamente, mijou nos ossos, como se fosse um cão...

#Que Diógenes, tendo se desfeito de todos os seus bens, só possuía um bordão, uma caneca e uma capa excessivamente rasgada. Ao notar que um menino usara as mãos em concha para beber água, jogou fora a caneca...

#Que Alexanre, O grande, ao saber da fama de Diógenes, o visitou onde morava (um barril), e lhe propôs que pedisse qualquer coisa, até metade do seu reino (todo o mundo antigo!), e ele lhe daria. O cínico, sem pestanejar, respondeu: SAI DO MEU SOL!

Copyleft

Todos os textos publicados neste blog poderão ser reprouzidos, no todo ou em parte, sem autorização alguma de ninguém, bem como sem a necessidade de citação de sua autoria ou fonte.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

H1N1, CORRA!

O mundo andou às voltas de medo com o surto de um novo tipo de gripe, a Influenza A. Foi espantoso ver, pela TV, pessoas andando por aí com as faces cobertas por máscaras, na tentativa de não serem surpreendidas pelo recém-mutado vírus. Fiquei pensando, comigo mesmo e com meus botões caídos, Será que essa gripe existe mesmo? Sabe lá, num mundo como o nosso, onde a mass media precisa de material novo a cada minuto...
Supondo que o vírus exista, não posso acreditar que o mesmo venha matar alguém, por isso me recuso terminantemente a sair mascarado. A letalidade do Influenza A, ao contrário do que se pensa, não destrói vidas humanas. Sua alta velocidade de contágio não pode ser maior do que a especulação financeira que, há algum tempo, vem vitimando sumariamente o mercado financeiro internacional. Sua letalidade, nem de longe, se compara à da fome no nordeste (muito menos na África), nem mesmo às taxas de morte por causa do trânsito no Brasil.
Esse vírus representa tão somente a morte da realidade tal qual a conhecemos. Por isso, ele é virtual, no sentido do dualismo realidade/virtualidade de Baudrillard. Nega-se, com ele, a separação do mundo em espaços distantes (assim como a internet negou as fronteiras dos países), ao se confirmar, dia após dia, casos de pessoas infectadas que nunca saíram de seus países, nem tiveram contato com pessoas que vieram de locais comprovadamente infectados. Isso porque o H1N1 nunca precisou de nenhum vôo internacional para afetar pessoas de lugares longínquos do globo. Ele tem a mídia e o medo. Nossa mass media, recheada de embustes a cada minuto, cada vez mais se utiliza desses dois ingredientes para crescer e autodesenvolver-se. Ele tem os governos, que se encarregam de produzir quarentenas, testando assim sua capacidade de coagir os cidadãos de seus países, e tem as TVs, que têm a finalidade de propagar o pânico, testando sua capacidade de produzir rebanhos.
O H1N1 representa, portanto a intergração homem/natureza, no sentido de que nunca estivemos tão próximos de matar a nossa mãe. E ela, de vez em quando, com luvas de pelica(de porco) ou não, nos dá um leve tapinha nas faces, pra mostrar quem, apesar dos pesares, ainda manda por aqui.

terça-feira, 19 de maio de 2009

Jusiça!

O judiciário do Piauí me assusta, principalmente depois do relatório do CNJ sobre a atual situação do judiciário do Estado. Através desse relatório, rafirmei o que já sabia há algum tempo: a justiça no piauí ainda se arrasta lentamente, sem conseguir se desvincular dos moldes patriarcalistas oriundos de um antigo Brasil de sempre: embaraçado pla bu(r)rocracia, engessado pelos interesses do poderosos, afetos a seus próprios umbigos. Prova disso é a capela mantida pelo Tribunal de Justiça que, como um tapa na cara, me diz que a Igreja(católica), apesar dos atos de D. Pedro I, ainda não se separou definitivamente do Estado.
Que lição de ética eu, um ordinário esudante de Direito, podria levar para a minha vida profissional face a esse Pretório se, ás vespras de concurso público, sou desestimulado a concorrer a vaga para a cidade onde resido(Teresina), pois as que porventura existiriam estão ocupadas além do limite recomendado pela lei por prstadores de serviços? Que orgulho eu teria se enquanto há carência de equipamento, são comprados veículos luxuosos para a locomoção dos mais importantes da casa? Como podria eu exaltar o metier da justiça cega, se o nepotismo condenado pelo próprio judiciário ainda impera aqui, sob meu nariz, sem nenhuma previsão de acabar?
Como disse acima, eu já sabia de tudo issoNão é indignação o que eu sinto. Nem vergonha. Eu só tenho medo de não ser cínico o suficiene pra viver como se tudo estivesse como deveria estar.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

O Cínico?

Não sou jornalista. Nuca estudei comunicação também. Na verdade, tenho uma grande aversão por pessoas que fazem esse curso sonhando em ser âncora de jornais medíocres, como o Piauí TV e outros deslindes informativos do gênero, que vão ao ar diariamente, em três horários, nas telas de nossa triste Teresina. Por isso resolvi criar esse espaço, para a discussão descomprometida e não burra sobre o que está acontecendo no Brasil e no mundo. Sempre em doses homeopáticas, com pitadas de cinismo e indigestão jornalística, necessárias a uma boa leitura. Sinceramente, não espero que gostem. Espero apenas que leiam, informem-se e critiquem, assim como eu.

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO